VÍDEOS

 

A SÉRIE

Detetives da História é uma série original para TV que usa mistérios locais e objetos achados pelos telespectadores como ponto de partida para um processo de investigação. Apresentada por uma dupla de “historiadores-investigadores”, a série irá desvendar os mistérios escondidos por trás de pequenos tesouros familiares e construções enigmáticas que por muito tempo estiveram esquecidos nas estantes, porões e paisagem de cidades brasileiras.

Cada episódio começa com nossa dupla de apresentadores visitando a casa do telespectador e discutindo sua conexão pessoal com o objeto ou fato misterioso. Nossas lentes irão acompanhar todo o processo de investigação enquanto os investigadores visitam historiadores, arqueólogos, genealogistas, arquitetos, restauradores, estudiosos de cultura popular e detetives profissionais para revelar a origem secreta destes enigmas da vida privada.

Ao longo do programa, teremos a chance de investigar e desvendar fatos surpreendentes sobre alguns capítulos da história do Brasil, seus mitos e costumes.

 

EPISÓDIOS


01 - O FERRETE DE MARCAR ESCRAVOS E O CASACO DO GUERRILHEIRO

 

Neste episódio da série Detetives da História, Renata Imbriani e André Guerreiro viajarão por passagens sombrias da história do Brasil: a ditadura militar e o período escravagista. Renata terá de superar a dificuldade em lidar com o tema escravidão para investigar a procedência de um suposto ferrete de marcar escravos encontrado em uma casa na Zona Portuária do Rio de Janeiro que abriga um cemitério onde eram sepultados os africanos que já chegavam mortos ao país. A missão de André também não é das mais fáceis: ele terá de encontrar os herdeiros de Carlos Danielli, um dos heróis da Guerrilha do Araguaia, para devolver a eles um casaco do guerrilheiro guardado a mais de 40 anos, época em que ele foi torturado e morto pela ditadura militar.

 


02 - A MOEDA DO LEPROSÁRIO E A GRAVATA DE EINSTEIN

 

As relíquias de uma feira de antiguidades no Rio de Janeiro conduzirão os detetives Renata Imbriani e André Guerreiro por uma viajem pela história do Brasil e do mundo. A busca obsessiva de André pela origem e pelo valor de mercado de uma moeda misteriosa acaba levando-o a uma antiga colônia de leprosos no sul do país, onde os doentes eram isolados e abandonados para morrer. Renata teve mais de sorte: uma antiga revista judaica a levará a um encontro emocionante com a memória de seu ídolo, Albert Einstein, através de uma antiga gravata usada por ele em sua passagem pelo Brasil.

 


03 - A ESTATUETA DE DI CAVALCANTI E A MEDALHA DO MARACANAÇO

 
Neste episódio da série Detetives da História, Renata Imbriani e André Guerreiro mergulham no universo inusitado dos colecionadores. A pedido de um colecionador de arte, André assume a missão de comprovar a autoria de uma estatueta assinada pelo artista Di Cavalcanti – e quase se deixa levar pela vaidade de provar a autenticidade de um original tão valioso. Enquanto isso, Renata tenta comprovar a teoria de Nilson, colecionador de objetos de futebol, sobre sua medalha: ela teria sido dada aos campeões da Copa do Mundo de 1950, os uruguaios, que derrotaram o Brasil durante o fatídico episódio do Maracanaço. Mas só até que se prove o contrário...
 


04 - O ELEFANTE SEM IDENTIDADE, O PRIMEIRO TELEFONE DO BRASIL E O ÁLBUM DE FAMÍLIA

 

Renata Imbriani e André Guerreiro enfrentarão muita poeira neste episódio da série Detetives da História. Em um galpão lotado de objetos cênicos, eles dão de cara com o que pode ser o primeiro telefone público do Brasil e com um álbum de família caprichosamente feito pela mãe dos gêmeos pioneiros do surfe no país. O problema vai ser convencer o dono do galpão, muito apegado aos objetos, a devolver o álbum para a família dos surfistas... E enquanto isso, no Museu Nacional, André enfrenta literalmente o maior mistério da sua carreira como detetive: quantos anos tem e de onde veio o elefante empalhado que, desde 1905, faz parte do acervo? Correndo atrás de pistas sobre o elefante, André ainda descobre o zoológico particular de um excêntrico milionário no Rio de Janeiro do século 19.

 

 

TRANSMISSÕES

PRELO DE CORDEL, LINCOLN K

Sexta 25/04/2014
18:15

PRELO DE CORDEL, LINCOLN K

Sexta 25/04/2014
18:15

VIOLÃO DE DONGA E FUTEBOL

Terça 29/04/2014
18:15

VIOLÃO DE DONGA E FUTEBOL

Terça 29/04/2014
18:15

 
 
 

div.tunein-trato-feito-lu-container -->
Siga-nos: @CanalHistory
 
5000 A.C - 1000 A.C
999 A.C - 500 D.C
501 D.C - 1450 D.C
1451 D.C - 1780 D.C
1781 D.C - 1900 D.C
1901 D.C - 1950 D.C
1951 D.C - Atualidade