Todos os horários
Ta Na História

Amor proibido na Revolução Pernambucana

Por Thiago Gomide do Tá na História, em parceria com o Catraca Livre.

Parceria HISTORY, Ta Na História e Catraca Livre

Milhares de pessoas lotaram as ruas do Recife e de Olinda para testemunharem um dos casamentos mais improváveis da história do Brasil.

 

Estamos em Pernambuco. 1817.

 

Ela era filha de um português, rico, traficante de pessoas escravizadas e que não aceitava de jeito algum o casamento da filha com um brasileiro.

 

Ele, além de brasileiro e revolucionário republicano, não compactuava com as ideias do pai de Maria Teodora da Costa, o temido Bento da Costa.

 

Se você conhece alguém que não se dá bem com o sogro, manda esse texto. Vai rolar super identificação.

 

Ousado como poucos, o capixaba Domingos Martins foi um dos líderes da Revolução Pernambucana, que fez de Pernambuco uma república.

 

A partir dessa conquista histórica, uma outra porta se abria: a relação com o pai da moça.

 

O sogro era mais interesseiro do que nunca. A mão da filha estava para quem lhe conferisse poder.

 

Quer saber os detalhes desse romance e o final trágico do casamento?  Aperta o play.

 

Para diversos historiadores, esse casamento estimulou algumas quebras de conceitos – entre eles, a de que brasileiros e portugueses não poderiam se relacionar.

 

Ainda bem.

 

***

 

Se você quiser indicar pautas, me manda um e-mail no [email protected]

 

Também estou no YouTube com o Canal Tá na História.

 

A gente pode se encontrar no Facebook ou no Insta.

 

Estou esperando seu contato. 

 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.