Todos os horários
ISRAEL

Arqueólogos encontram inscrição mais antiga do nome Jerusalém

Arqueólogos encontraram uma pedra que contém a inscrição mais antiga do nome Jerusalém. A relíquia foi descoberta em uma escavação que revelou as estruturas de uma antiga construção romana. Acredita-se que o artefato tenha cerca de dois mil anos.

A pedra fazia parte de uma das colunas da edificação. Nela, estavam escritas as seguintes palavras: "Hananiah, filho de Dodalos de Jerusalém". O texto estava escrito em aramaico, com letras hebraicas. De acordo com os especialistas, a descoberta data do período do Segundo Templo (Século I d.C).

Vídeo relacionado:


"O mais incrível é que o nome da cidade aparece grafado do mesmo modo de hoje", disse o Dr. Yuval Baruch, arqueólogo da Autoridade de Antiguidades de Israel. No local também foram descobertos artefatos para a produção de utensílios de cozinha feitos de cerâmica.

"O contexto arqueológico da inscrição não nos permite determinar onde ela era exibida originalmente, nem quem era Hananiah, filho de Dodalos", disse Dudy Mevorach, do Museu de Israel. Segundo ele, é provável que a pessoa fosse um ceramista, que adotou o nome de Dedalus, personagem da mitologia grega. O artefato agora ficará em exibição pública no Museu de Israel.


Fonte: IFLScience

Imagem: Danit Levy/Autoridade de Antiguidades de Israel/Reprodução