Agora
O SÓCIO
15H00
O SÓCIO
16H00
O SÓCIO
Todos os horários
MEDICINA

A cura da calvície pode estar no efeito colateral de um medicamento para osteoporose

Cerca de quatro entre 10 homens sofrem de calvície aos 45 anos e aproximadamente 70% deles aos 60 anos. A tão desejada cura agora desponta no horizonte, já que cientistas britânicos descobriram que um medicamento para a osteoporose estimula o crescimento capilar três vezes mais rapidamente que outras drogas.

Vídeo relacionado:

Até o momento, apenas dois remédios estão disponíveis para a calvície, ou alopecia androgênica: minoxidil e finasterida. Ambos, no entanto, causam efeitos colaterais e possuem resultados fracos. A melhor opção para os calvos ainda é o transplante capilar.

Para encontrar um novo e eficaz tratamento, cientistas da Universidade de Manchester compararam uma droga, a ciclosporina, ou CsA, usada para evitar a rejeição de órgãos em transplantes, com um medicamento mais recente, WAY-316606, utilizado para o tratamento de osteoporose. Ambos os medicamentos têm como efeito colateral reduzir a atividade de uma proteína chamada SFRP1, que atua nos folículos capilares, fazendo crescer cabelo.

A CsA, porém, não é adequada para o tratamento da calvície, devido aos seus outros inúmeros efeitos colaterais. A WAY-316606, no entanto, não produz tantos efeitos indesejados e demonstrou uma eficácia ainda maior na redução da proteína SFRP1. Enquanto a CsA leva pelo menos seis dias para estimular o crescimento do cabelo, a WAY-3106606 leva dois dias. O estudo foi publicado no jornal Plos Biology.

Fonte: Telegraph

Imagem: polya_olya/Shutterstock.com