Todos os horários
BRASIL

Encontrada letra inédita de hino nacional escrita por Machado de Assis

Uma letra inédita de um hino nacional escrita por Machado de Assis foi encontrada em uma biblioteca em Florianópolis. Os versos, escritos em 1867, louvavam o imperador D. Pedro II. A canção começava assim: "Das florestas em que habito/ Solto um canto varonil:/ Em honra e glória de Pedro/ O gigante do Brasil".

Vídeo relacionado:

Quem descobriu a obra foi o pesquisador independente Felipe Rissato. Os versos foram publicados em duas edições do jornal catarinense O Constitucional. As publicações foram preservadas pela Biblioteca Pública de Santa Catarina. Os versos foram compostos por Machado de Assis em uma época em que ele se dedicava principalmente à poesia. 

A letra foi escrita para o aniversário de 42 anos do monarca, comemorado em 2 de dezembro daquele ano. O hino seria apresentado naquele dia na cidade de Desterro (antigo nome de Florianópolis). Possivelmente o local da apresentação (que após ser adiada só aconteceu em 11 de dezembro) foi o Teatro São Pedro de Alcântara. Esse teatro chegou a ser visitado pelo próprio imperador em 1845, mas fechou suas portas em 1869. O Teatro Álvaro de Carvalho, o mais antigo da cidade atualmente, só seria inaugurado em 1875.

"Enche o peito brasileiro/Doce luz, almo fervor,/ Ante o dia abençoado/ Do seu grande Imperador", diz outro trecho da letra. O hino com os versos de Machado de Assis é o quarto que se tem notícia da época do império. O atual, com letra de Osório Duque Estrada, já é do período republicano.

Confira a letra completa:

Hymno Nacional
(Machado de Assis)

Estribilho

Das florestas em que habito
Solto um canto varonil:
Em honra e glória de Pedro
O gigante do Brazil

Letra

Enche o peito brasileiro
Dôce luz, almo fervor,
Ante o dia abençoado
Do seu grande Imperador

Em firme throno sentado
O colosso Imperial
Tem por base da grandeza
O coração nacional

Correm annos e este dia
Surge na terra da Cruz
Abre-se a alma do povo
Jorra do Céu nova luz

 


 Fonte:  Folha de S.Paulo

Imagens: Fundação Biblioteca Nacional , via Wikimedia Commons e Acervo da Biblioteca Pública de Santa Catarina