Todos os horários
Ta Na História

A mulher que botou os portugueses pra correr – Maria Quitéria

Por Thiago Gomide do Tá na História, em parceria com o Catraca Livre.

 

Parceria HISTORY, Ta Na História e Catraca Livre

A independência do Brasil está muito distante do marasmo e tranquilidade, do acordo de cavalheiros, da dor de barriga louca de Dom Pedro I antes do grito do Ipiranga.

Quilômetros dessa imagem. 

Portugal não aceitou assim não. Houve resistências. 

O dia 07 de setembro é o pontapé inicial. Muitos brasileiros tiveram que pegar em armas para lutar pela independência. 

Uma das pessoas que pegou em armas foi Maria Quitéria, na Bahia.

Um belo dia, partidários da independência do Brasil bateram na porta da casa do pai de Maria Quitéria. Pediam doações e voluntários para ajudar nos conflitos com os portugueses. 

O pai dela foi reativo. Não tinha como ajudar. Será que a filha pensava da mesma forma?

Maria Quitéria, quando soube, não pensou duas vezes, apesar de mulher – mulher, naquele momento, não poder se alistar. 

Contra vontade do pai, escondida de um monte de gente, foi até a casa da irmã dela e cortou cabelo, pegou roupas masculinas do cunhado...aos 30 anos de idade, nascia o soldado Medeiros, sobrenome do cunhado dela. 

Como Maria Quitéria conseguiu enganar os militares brasileiros? Será que ela mandava bem? Aperta o play, vai.

Finalmente em 02 de julho de 1823, os todos ferrados soldados baianos, com fome, esgotados, conseguiram botar os portugueses pra correr. De vez. 

Maria Quitéria seria ainda homenageada pelo próprio Dom Pedro I, mas morreria pobre no interior da Bahia. 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.